Português Italian English Spanish

CRIANDO, RECICLANDO E EDUCANDO

 cds@guacuvira.org.br   (28) 99906-7800
Menu

Quem Somos


A ideia de uma área para desenvolvimento sustentável foi idealizada em 1960 pelo argentino Julio Duenas, que trouxe a proposta para o Brasil e disseminou entre seus amigos, a ideia foi abraçada e os trabalhos começaram de forma voluntária nos anos de 1991 e foi oficialmente constituído ONG CDS Guaçu-Virá em 1996, com objetivo de promover o desenvolvimento sustentável em consonância com o desenvolvimento econômico, social, cultural e a melhoria de qualidade de vida e do meio ambiente. Abrangendo uma área de 15 alqueires, com 80% da área reflorestada. O CDS Guaçu Virá vem atuando na região com iniciativas que envolvem desde programas de Educação Ambiental, desenvolvimento e valorização das habilidades da comunidade local, capacitação profissional em várias áreas até a promoção de encontros de lideranças comunitárias, eventos sociais e principalmente, desempenhando um papel de laboratório de práticas de sustentabilidade aplicadas a realidade local.

 

Sustentabilidade

Sustentabilidade “significa manter-se estável e constante por muito tempo”. E é exatamente isso o que o Centro de Desenvolvimento Sustentável Guaçu-Virá procura fazer. Baseado em princípios de preservação e desenvolvimento do meio ambiente, o CDS Guaçu-Virá tem elaborado, ao longo desses anos, equipamentos e projetos que transformam recursos naturais em benefícios para a sociedade.

 

Equilíbrio

Daqui nada se tira tudo se constrói. Esta é a frase que mantêm as diretrizes de trabalho do CDS Guaçu-Virá: buscar manter o equilíbrio necessário entre o meio ambiente e nossas ações. Para que haja desenvolvimento sem prejuízo para nenhuma parte.

 

Respeitar a vida

Esse é um de nossos ideais. Trabalhamos esse ideal, aqui no Centro de Desenvolvimento Sustentável Guaçu-Virá, por meio de práticas simples como o reflorestamento, soltura de animais, recuperação de nascentes, conservação e utilização correta do solo, emprego de energias alternativas entre outras. Todas estas práticas, atualmente, são disseminadas entre os vizinhos e visitantes do projeto.